A percepção das Pessoas com Deficiência qualificados sobre o mercado de trabalho

08 de Dezembro de 2016

Resumo Pesquisa “Dia Internacional das Pessoas Com Deficiência

A Hiring, consultoria especializada em de Recrutamento & Seleção para diversos níveis, dedicou as últimas semanas de novembro para realizar uma pesquisa com profissionais com maior nível de qualificação e experiência no mercado e que são pessoas com deficiência. A ideia foi compreender a percepção dos mesmos sobre o mercado de trabalho, focando o processo de recolocação.

Para celebrar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (03/12), realizamos uma pesquisa qualitativa com profissionais com deficiência já consolidados no mercado de trabalho. Abordamos profissionais com experiência média de 10 anos no mercado de trabalho, com graduação completa, ocupantes de posições especialistas e executivas das áreas técnicas e administrativas.

Durante a pesquisa identificamos alguns pontos relevantes, como: 78% dos entrevistados afirmam que não mencionam a deficiência no currículo. Já durante o processo seletivo, 60% deles mencionam proativamente que possuem uma deficiência, enquanto 40% somente se forem questionados. Esse número reforça o indicador de 39% dos entrevistados que mencionaram não atuar pela Lei de Cotas em todas as empresas, embora tenham uma deficiência. Vale destacar que, embora a maioria não mencione no currículo, 90% dos profissionais participariam de processos seletivos exclusivos para PCDs.

Um outro fator relevante é que 80% dos profissionais consideram que a maior parte das empresas oferecem posições muito operacionais e dificilmente posições mais sêniores que exijam maior nível de qualificação e atrelam as contratações apenas ao cumprimento da Lei de Cotas. 20% deles consideram ser parte do processo de inclusão e oportunidade de competir de igual para igual.

Os profissionais abordados não percebem impactos no processo de recolocação, pelo fato de possuírem deficiência.